Statements

SYKP: Prédios caíram na Turquia, e com eles as ilusões de Erdoğan

A recente onda de terremotos na Turquia expôs a corrupção do governo de Recep Tayyip Erdoğan.
Crescem a indignação e o descontentamento contra o mau manejo pelo governo da pandemia da Covid-19 e do último terremoto.
Crescem a indignação e o descontentamento contra o mau manejo pelo governo da pandemia da Covid-19 e do último terremoto.

A Turquia foi devastada por uma onda recente de terremotos em janeiro e outubro. Um total de 41 pessoas morreram e mais de 1.600 ficaram feridas no terremoto de magnitude 6.7 que sacudiu a província de Elazığ, no leste do país. Acredita-se que pelo menos 115 pessoas tenham morrido depois que um terremoto de magnitude 6.6 atingiu a província de İzmir, a oeste, no dia 30 de outubro, e o número de mortos aumenta a cada dia.

O terremoto, mais que qualquer outro evento, desnudou a realidade da corrupção da Turquia de Recep Tayyip Erdoğan. Expôs políticos governantes do Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP) que fecharam os olhos para violações do código de edificações em troca de dinheiro ou votos, e empreiteiros do círculo próximo ao AKP que transformaram o boom da construção urbana do país numa maratona de ganância desenfreada.

Isto também destruiu a imagem popular de um Estado cujos políticos, burocratas e comandantes do exército e da polícia são todo-poderosos e cuidadores -- e exigem em troca total fidelidade.

Em 2020, 203 pessoas já perderam a vida em 15 terremotos fatais em todo o mundo, 157 delas na Turquia, revelando a devastação das vidas dos pobres nas mãos de um líder autocrático corrupto.

O dinheiro arrecadado com o imposto especial de terremoto criado após o terremoto de 1999 no oeste da Turquia, que matou quase 17.000 pessoas, foi gasto em outras áreas, embora tivesse sido reservado para possíveis desastres. A oposição acredita que a quantia levantada com este imposto ultrapasse 36 bilhões de dólares.

Note-se também que Erdoğan presidiu pessoalmente o boom da construção, durante o qual empreiteiros pró-governo tiveram mais ou menos rédea solta para construir por todo o país.

A Turquia está localizada sobre linhas ativas de falha sísmica e é sujeita a terremotos. No entanto, nos 18 anos dos governos de Erdogan não houve qualquer esforço para preparar e tomar precauções que evitassem mortes e desastres em larga escala na ocorrência de um grande terremoto. Portanto, a escala do desastre é provocada pelo homem, no sentido de que poderia ter sido enormemente reduzida se medidas preventivas adequadas tivessem sido tomadas.

Até agora, a solidariedade entre as pessoas continua a crescer. Mineiros da província vizinha de Manisa, no distrito de Soma, estavam em greve desde 12 de outubro, mas formaram equipes de resgate e as enviaram a Izmir. Ao mesmo tempo, sindicatos, ONGs, partidos socialistas e organizações formaram a Rede de Solidariedade de Izmir para prover as pessoas de comida, cobertores e medicamentos. No entanto, se depararam com a brutalidade policial e detenções.

Está surgindo um descontentamento massivo contra o governo devido a seu mau manejo da pandemia de Covid-19, e o último terremoto mais uma vez realçou o nível de corrupção do mundialmente famoso palácio de 1.000 salas de Erdoğan. O governo destinou 4,4 milhões de dólares para os trabalhos de socorro em Izmir, enquanto os gastos diários do palácio atingem 1,3 milhão.

Paz para os barracos! Guerra aos palácios!

O povo unido jamais será vencido!

O Partido Socialista Refundação (SYKP) é um partido político turco e membro da Internacional Progressista.

Foto: Duvar English

Ajude-nos a construir a Agencia

A Agência é a única rede mundial de publicações progressistas e perspectivas de base.

Desde nosso lançamento em maio de 2020, a Agência disseminou mais de 100 artigos de publicações progressistas importantes ao redor do mundo, traduzindo cada um para pelo menos seis idiomas - trazendo a luta dos indígenas da Amazônia, palestinos em Gaza, feministas no Senegal, e muito mais para uma audiência global.

Com mais de 150 tradutores e uma crescente equipe editorial, nós confiamos em nossos colaboradores para continuar espalhando estas histórias da luta de base e para sermos a agência de notícias das forças progressistas do mundo.

Nos ajude a construir essa missão. Doe para a Agência.

Support
Available in
EnglishGermanItalian (Standard)SpanishHindiFrenchPortuguese (Brazil)
Translators
Ligia Prado and Cristina Cavalcanti
Date
16.11.2020

More in Statements

Statements

Diab: Debt Justice Is an Internationalist Project

Receive the Progressive International briefing
Privacy PolicyManage Cookies
Site and identity: Common Knowledge & Robbie Blundell