Announcements

Lançamento do Observatório da Internacional Progressista

As instituições democráticas estão sob ataque. Apresentamos a seguir como vamos enfrentar esses ataques.
A Internacional Progressista convida as forças progressistas a se unirem ao Observatório e proteger a " frágil instalação " da democracia para que ela prospere em todo o mundo.
A Internacional Progressista convida as forças progressistas a se unirem ao Observatório e proteger a " frágil instalação " da democracia para que ela prospere em todo o mundo.

Em todo o mundo, as instituições democráticas estão sob ataque. De Narendra Modi na Índia a Jair Bolsonaro no Brasil, os líderes autoritários estão se organizando para burlar as regras, capturar os tribunais, espalhar mentiras e criminalizar as oposições.

Mas as instituições que dizem defender a democracia são inadequadas para enfrentar esta crise global. Pelo contrário, grupos como a Organização dos Estados Americanos (OEA) têm sido cúmplices de ataques à democracia. No caso da Bolívia, por exemplo, a OEA forneceu cobertura para um sangrento golpe militar contra o governo de Evo Morales, com base em estatísticas manipuladas. "Não há credibilidade na OEA", disse o presidente boliviano Luis Arce em março.

Chegou a hora de construir uma alternativa: uma instituição com habilidades técnicas, experiência jurídica e alcance global para combater a desinformação, para confrontar a perseguição e para proporcionar defesa em tempo real das instituições democráticas.

No ano passado, enviamos delegações de cientistas de dados, sindicalistas e parlamentares para observar o processo eleitoral nas democracias em conflito em todo o mundo - do Equador à Turquia e ao Brasil.

Ao longo do caminho, conquistamos uma notoriedade perante as forças antidemocráticas em todo o mundo. Na conferência do CPAC no Brasil em setembro, a senadora colombiana de extrema direita María Fernanda Cabal chamou a Internacional Progressista de "grupo de condenados" por nossos esforços bem-sucedidos para derrotar a tentativa de golpe de Keiko Fujimori no Peru. "Não deixe a Internacional Progressista acreditar que eles vão fazer o que fizeram no Peru", disse ao público brasileiro. "A partir de agora, vamos começar a anotar os nomes dos observadores eleitorais".

Mas contra estes ataques viciosos, temos visto grandes triunfos. No Equador, nossa pressão internacional ajudou a garantir a presença na urna da maior força política do país. Na Bolívia, a vigilante solidariedade internacional ajudou a garantir um processo democrático estável que restituiu ao poder o Movimento Rumo ao Socialismo (MAS). No Peru, nossa equipe de cientistas de dados ajudou a refutar as alegações de fraude eleitoral com as quais Fujimori tentou anular dezenas de milhares de votos e roubar a eleição.

Agora, estamos construindo a partir destas vitórias para lançar um Observatório global — e estamos convidando você a construí-lo conosco.

Desde a organização das delegações até a preparação das investigações, o Observatório da IP zelará por maior transparência, integridade e responsabilidade em nossas democracias. "A democracia é uma instalação frágil", disse o membro do Conselho da IP Noam Chomsky. "Hoje a ameaça é severa por causa de uma direita proto-fascista emergente. A formação deste Observatório deve criar uma importante barreira a estas tendências destrutivas".

O momento do lançamento é crucial. Ainda este mês, estamos preparando a jornada para dois campos de batalha chave: Chile e Honduras. No Chile, a promessa de uma nova e inclusiva constituição está sob ameaça das forças reacionárias que declaram seu apoio à ditadura militar. Em Honduras, candidatos enfrentam diariamente tentativas de assassinato à medida que suas perspectivas de vitória aumentam. O Observatório trará os olhos do mundo para testemunhar essas táticas autoritárias e para defender o direito a eleições justas que tentam desestabilizar.

Os riscos são ainda maiores no ano que vem. As eleições na Colômbia, França e Brasil prometem traçar as trajetórias políticas de continentes inteiros para os próximos anos. "O Brasil está em um momento crítico", diz o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. "Agora, mais do que nunca, precisamos de uma instituição para observar, proteger e defender nosso direito a eleições livres e justas". O lançamento do Observatório da Internacional Progressista é uma fonte de esperança aqui no Brasil e ao redor do mundo".

Com o lançamento de hoje, convidamos você a fazer parte deste Observatório para proteger a "instalação frágil" da democracia para que possa prosperar em todo o mundo.

Imagem: Gabriel Silveira

Available in
EnglishSpanishPortuguese (Brazil)FrenchGermanItalian (Standard)
Authors
David Adler and Maria Luisa Ortega
Translator
Rodolfo Vaz
Date
15.11.2021

More in Announcements

Announcements
2020-05-10

Welcome to the Blueprint

Receive the Progressive International briefing
Site and identity: Common Knowledge & Robbie Blundell